Ensinamento 03: Os Ensinamentos da Sutra Mahavairocana

07/02/2010 15:51

O Budismo Shingon toma os sete capítulos da Sutra Mahavairocana (Dainichi-kyo) como sutra básica para a propagação, e disseminou a crença nesta Sutra para às pessoas.
Sua doutrina fundamental é explicada no "Capítulo sobre os estágios da Mente" no 1o. capítulo. Logo no começo deste capítulo temos:
 
"Como nós nos iluminamos?
É conhecendo nossa própria mente como verdadeiramente ela é."
 
Os seres humanos têm as virtudes completas de Buda em suas próprias mentes, e essa mente que tem as virtudes de Buda é chamada de mente que aspira por sua iluminação. Esta é a primeira coisa a ser entendida.
 
A doutrina do Budismo Shingon e os ensinamentos de Kobo Daishi podem ser ditos por começo e fim com a aspiração de realizar sua iluminação. A Sutra Mahavairocana é a sutra que explica as virtudes de Buda Mahavairocana, que é a fonte da vida, e aquelas virtudes de Buda que são expressadas pela letra "A" em sânscrito (  ), que é pronunciada "Ah". Esta letra A é a mente que aspira por ser iluminada, e conhecendo a mente de alguém e conhecer sua própria aspiração por alcançar a iluminação.
 
Kobo Daishi também disse
"A letra A é a mente que aspira por alcançar a iluminação."
 
O processo pelo qual alguém desenvolve uma gota de aspiração para alcançar a iluminação e tornar-se buda neste corpo material é explicado na Sutra Mahavairocana em três frases, descritas a seguir:
  1. Fazer com que a aspiração por alcançar a iluminação a causa;
  2. Fazer com que grande compaixão seja o fundamento de suas ações;
  3. Aperfeiçoar os meios de habilidades plenas.
Estas três frases indicam o processo para tornar-se buda neste corpo físico e também esclarece o conteúdo dessa iluminação.
 
Primeiramente, desenvolver a aspiração para alcançar a iluminação é o ponto inicial para tornar-se um buda. Em seguida, os textos da Sutra nos orientam para nos alimentarmos por tomada de ações somente através do exemplo de compaixão de Buda. Protegidos por essa compaixão, podemos progredir em direção aos objetivos em todas as coisas, até mesmo o alcance da iluminação é através do poder da grande compaixão de Buda. A terceira frase fala sobre os meios de habilidades plenas como objetivo de perfeição, sendo que habilidades plenas aqui se referem aos meios de habilidades plenas utilizados em prol de ajudar o próximo. Estas três frases explicam o que nós devemos nos engajar através da prática do Bodhisattva de contribuir para o bem estar e benefício do mundo até o fim de nossas vidas.
 
Quando contemplamos nossa própria mente, corpo físico, e vidas, nós vemos que os ensinamentos doutrinários do Budismo Shingon do começo ao fim explicam o centro de aspiração de alcançar a iluminação e a unidade de todos nós com o Buda, e nós então entendemos o ensinamento da não dualidade em que todos os seres humanos são iguais ao Buda e não distintos dele.
 
O que a crença em "Ser gentil por toda a vida" significa é que nós sabemos a dignidade de nossas próprias vidas e podemos descobrir em nossas próprias existências o alcance da iluminação e da força vital de Buda.
 

Voltar

Contato

Budismo Japonês

© 2017 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode